CÃES SALVA VIDAS

O programa de cães doadores de sangue do Banco de Sangue Veterinário VETPAT oferece a seus parceiros proprietários ou criadores de cães um monitoramento periódico dos seus animais a cada doação através da realização de exames que certificarão a saúde de seus animais.

É importante salientar que todos os resultados dos exames realizados serão mantidos em sigilo. O programa de cães doadores do Banco de Sangue Veterinário VETPAT conta com o apoio e a solidariedade dos proprietários e criadores de cães que ajudarão a salvar muitas vidas, tornando seus animais verdadeiros CÃES SALVA VIDAS!!!

 

Interessados devem entrar em contato pelo fone: (19) 4062-9232
ou pelo e-mail: bancodesangueveterinario@vetpat.com.br

Dúvidas frequentes sobre os cães doadores e doação de sangue

Seleção dos animais doadores

O doador canino ideal deve ter idade entre 1 a 8 anos, pesar acima de 25 kg, ter temperamento dócil, ser vermifugado e vacinado anualmente contra doenças infecciosas prevalentes na região, como raiva, cinomose, hepatite infecciosa, leptospirose, parvovirose e coronavirose.
O volume sangüíneo a ser doado é estimado entre 16 e 18 mL/kg. O intervalo preconizado entre as doações para cães é de 2 a 3 meses.

Avaliação dos animais doadores

Antes de cada doação o histórico do doador é avaliado, e este é submetido a exames físicos e laboratoriais. O doador não pode estar recebendo medicação, não deve ter histórico de doença grave, não deve ter recebido transfusão sangüínea e, no caso de fêmeas, não deve estar prenhe ou lactante.
Os exames laboratoriais realizados pelo Banco de Sangue VETPAT em todas as doações incluem hemograma, avaliação bioquímica renal e hepática, além de testes específicos para detecção das principais doenças que representam um potencial risco de transmissão ao receptor durante a transfusão sanguínea. Para tal são realizados exame de PCR para Ehrlichia sp., Babesia sp. e Brucela sp.

Manejo dos animais doadores e a doação

A veia jugular ou a veia cefálica são os vasos sangüíneos de eleição para a colheita do sangue e o animal doador geralmente é colocado em decúbito lateral. Nenhum dos nossos doadores é anestesiado ou sedado.
Durante a doação, o bem-estar do doador é constantemente monitorado e a bolsa é cuidadosamente homogeneizada para evitar a formação de coágulos e possibilitar a continuidade do procedimento. A doação dura em torno de 10 a 20 minutos.
Alguns cuidados tomados durante o procedimento de doação de sangue: Coleta realizada com o animal em jejum de 8 horas,  antissepsia adequada no local da punção, realização da pressão no local puncionado após a doação durante 5 minutos para evitar sangramentos e monitoramento do doador durante 15 minutos após a doação.

O doador deve receber alimento e água após a doação e evitar exercícios físicos intensos ao longo do dia.

Após a doação todos doadores recebem o “lanchinho” do doador como uma forma de agrado pelo ato solidário.

Por que é importante que meu cão doe sangue?

Assim como no homem muitas doenças nos animais levam à necessidade de transfusões de sangue. Como nem sempre sabemos quando vamos precisar realizar uma transfusão é muito importante mantermos sangue e seus componentes em estoque.

Uma unica doação pode ajudar até 4 cães diferentes.

Veja alguns casos onde pode haver a necessidade da realização de transfusão:

– Anemias por sangramentos (ex: atropelamentos, quedas, mordidas);

– Anemias por destruição sanguínea e doenças imunomediadas primárias ou secundárias;

– Doenças que alteram a coagulação (ex: intoxicação por veneno dos ratos, hemofilias);

– Pancreatite;

– Tumores;

– Diminuição das proteínas do sangue (ex: doenças hepáticas, renais ou intestinais);

– Cirurgias (ex: sangramentos excessivos, tumores)

O Banco de Sangue VETPAT conta com empresas parceiras para garantir a qualidade dos serviços e o bem estar dos doadores